Minha História até o Altar – Por Juliana Bárcia | Parte 2

2
356

vermelhorr Oi, chegou agora?? Essa história começou aqui

vermelhorrContinuando…
Nosso vida virou um inferno, pois eu queria saber a verdade e ele não assumia, no meu desespero mandei ele ir embora de casa, e ele foi.

Apesar de ter certeza da traição eu o amava, e não queria criar minhas filhas sozinha, como minha mãe me criou. Eu não aceitava ter ganhado uma família tão linda e perder daquele jeito.

Fiz tudo errado, liguei para a outra mulher, descobria os lugares que meu esposo estava e fazia escândalos, me humilhava pedindo que ele voltasse para casa. Mas nada adiantou, ele estava decidido e apaixonado pela outra, vivendo como se nunca tivesse uma família.

Nesse tempo eu percebi que estava na igreja, mas não conhecia o Deus que eu servia, era uma mulher tola, insensata e sem fé.

Eu estava desempregada na época, mas Deus logo abriu uma porta, pois eu já estava entrando em depressão. Não queria comer, cuidar da casa e nem das minhas filhas, já estava muito magra e com a auto-estima lá em baixo.

Nesse emprego fiz uma amizade que veio de Deus, conheci uma jovem que hoje é minha melhor amiga, uma irmã, que me ajudou muito e que já havia passado pela mesma situação que eu.

Ela me mostrou que eu precisava deixar Deus cuidar de tudo e deixar o meu marido ir.

Meu marido não queria mais saber das nossas filhas, não ajudava financeiramente, e sua vida agora era só “farra e bebida”.

Começou a declarar no  OrKut (na época) sua paixão pela outra mulher, e com isso minhas esperanças de ter minha família de volta e realizar o sonho de me casar estavam ficando cada vez mais distantes.

Foram muitos momentos de choro, vergonha, humilhação, e ouvi até a mãe dele dizer que eu não era a mulher dele, pois não éramos casados, que eu só tinha filhos com ele. Isso me doeu muito, mas foi um combustível a mais para que eu não desistisse do meu “casamento”.

Nove meses depois ele voltou para casa, e nesse tempo de sofrimento eu amadureci muito e percebi que as mudanças precisavam começar em mim, pois eu não era a esposa maravilhosa que pensava ser.
O fato de não fazer as mesmas coisas que ele fazia não mudava minha condição de mulher briguenta, ciumenta, autoritária, desrespeitosa, eu percebi que fui eu mesma com minhas atitudes que afastei ele de mim.

LEIA TAMBÉM  Minha História até o Altar - Por Juliana Bárcia | Parte 1

Eu tinha todos os motivos para não aceitar mas ele de volta, porém algo dentro de mim não permitia que eu desistisse.

Nove meses depois ele voltou, mas continuava com as mesmas atitudes e um ano depois saiu de casa novamente.

Nessa época eu já estava bem mais madura, foi doloroso, mas a dor foi muito menor, pois eu já estava satisfeita com a presença de Deus na minha vida, Ele havia preenchido o vazio do meu coração. E a volta do meu esposo já não importava mais para mim.

Mesmo assim, eu ainda sentia o desejo de ter minha família de volta, pois eu tinha o sonho de me casar e criar minhas filhas ao lado do pai delas. Eu já tinha a uma filha que não tinha um pai presente e não aceitava que aquela condição se estendesse as menores. Não aceitava ser mãe solteira como minha mãe foi (minha mãe não casou com meu padrasto até hoje).

Ficamos mais 6 meses separados e finalmente ele voltou para casa de vez.

Dessa vez ele voltou diferente, eu via claramente que ele realmente desejava a nossa família de volta e que ele queria mudar.

Eu perdoei os erros dele e isso me tirou um peso dos ombros, nunca mais tocamos no assunto.

Tomei a decisão de que iríamos casar, mas ele não queria, dizia que a gente já era casado.

Nessa época eu comprei um apartamento e em 2012 nos mudamos, e graças a Deus agora era a nossa casa, o nosso sonho realizado.

Três anos após a nossa volta, consegui convencê-lo sobre o nosso casamento.

Em abril de 2015 demos entrada nos papéis no cartório, a data marcada foi dia 22 de julho.

LEIA TAMBÉM  Corintianos Casam no Intervalo de Jogo Oficial

Não tinha condições nenhuma de casar e muito menos fazer uma festa, mal podia pagar as custas do cartório.

Mas eu não queria que aquele momento tão especial e esperado passasse em branco.

Eu tinha 3 meses para organizar tudo, vestido, ornamentação, doces, e tinha poucos recursos financeiros, rsrs.

Uma amiga minha havia se casado no ano anterior em uma churrascaria local, onde eles reservam um espaço só para eventos desse tipo, e o melhor de tudo, eu não pagaria pelo espaço.

Reservei o salão na churrascaria, comprei o vestido simples, lindo e de noiva que eu queria. Comecei a fazer as lembrancinhas em casa, aprendi a fazer bem casado, fiz um bolo fake, ganhei o bolo e doces, e a ornamentação saiu muito barata com uma conhecida minha.

Ganhei também o penteado e a make de uma amiga, mas quase casei descabelada e com a maquiagem do Patatí Patatá, kkk

A menina que iria fazer meu cabelo também faria a maquiagem, mas ele ainda estava fazendo o curso de maquiagem.

Fiz a prévia do cabelo com antecedência, mas a prévia da maquiagem fiz dois dias antes da cerimônia de casamento (o casamento no civil foi na quarta-feira e o religioso no sábado).

Quando me olhei no espelho eu tive vontade de chorar. Eu estava uma verdadeira palhaça.

Não sabia o que falar para a “maquiadora”, e fui para casa arrasada.

Quando estava chegando em casa recebi a ligação de um primo meu, me perguntando se estava tudo bem e se eu precisava de alguma coisa.

Contei o ocorrido a ele e de imediato ele me indicou a maquiadora da esposa dele. Ufa!

Ele mesmo combinou tudo com ela, eu nem conhecia o trabalho dela, confiei no meu primo.

Precisava agradecer a indicação da minha amiga, e pedi para que ela cancelasse o penteado e a maquiagem.

Precisava resolver ainda quem faria o meu cabelo, isso a  um dia do casamento.

Meu esposo com toda essa confusão ficou muito nervoso.

Na sexta-feira exatamente meia noite consegui fechar pelo facebook o penteado com uma cabeleireira do condomínio vizinho ao meu. Mas também não conhecia o trabalho dela.

LEIA TAMBÉM  Casamento de Camila Queiroz - Todos os Detalhes

Chegou então o grande dia. O casamento no cartório foi no dia 22 de julho e a cerimônia religiosa foi realizada no dia 25.

Como foi um almoço, logo cedo comecei a me preparar, logo chegou a maquiadora e a cabeleireira.

E graças a Deus, modéstia parte, eu fiquei linda.

Casei com tudo que eu desejava.

Convidei as pessoas que fizeram parte da nossa história para nossos padrinhos, e é claro que minha amiga (aquela que não me deixou desistir) foi uma das madrinhas.

Foi tudo lindo.

Minha filha mais velha foi marinha com um amigo meu e do meu esposo que foi a ponte para o nosso relacionamento começar,rs.

Minha filha mais nova entrou com uma plaquinha escrito: “Aqui começa uma nova história”.

Minha filha do meio entrou com as alianças.

Meu padrasto não foi na cerimônia, mas esteve no cartório. Eu iria entrar sozinha, mas chegando lá acabei entrando com o meu primo (aquele que salvou minha maquiagem) que é como um irmão, pois fomos criados juntos.

Deu tudo certo!

Não foi o casamento dos sonhos, daqueles que se prepara com antecedência cheio de luxos, mas foi lindo, foi perfeito.

Aquele relacionamento que parecia ter acabado a três anos atrás, estava selado diante dos homens e diante de Deus.

Hoje, eu não tenho um casamento perfeito, nem um marido perfeito, e eu também não sou a esposa perfeita, rs. Mas os altos e baixos da relação fizeram de nós dois um casal maduro.

Meu esposo, graças a Deus é um homem completamente diferente de alguns anos atrás. E se eu estivesse desistido naquela época não teria a família linda e restaurada que Deus me deu.

Não desista dos seus sonhos.

Deus é especialista em realizar sonhos e a restaurar vidas.

Que linda história de determinação e presença de Deus, hein?? Dispensa comentários!!
Sem palavras para agradecer por ter recebido esse presente!
Aqui Juliana ensina como conseguiu restaurar seu casamento

Encontre a Juliana Bárcia nas redes sociais clicando abaixo

y icone_face cropped-bb-pitch-it-round-card-front-pink-150-01-1

 

2 COMENTÁRIOS

  1. Greetings! I know this is kind of off topic but I was wondering which blog platform are
    you using for this website? I’m getting tired
    of WordPress because I’ve had issues with hackers
    and I’m looking at options for another platform. I would be fantastic if you
    could point me in the direction of a good platform.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor, deixe um comentário
Seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.